Visitas a projectos

Congresso OPP 2024 > Visitas a projectos

Durante a manhã de dia 25 de Setembro, explore e conheça os projectos para além da sala , visite as boas práticas no terreno, onde elas acontecem. 

(Mais entidades a visitar e inscrições em breve)

A entidade: 

A associação Pais em Rede é um movimento cívico, com estatuto de “Organização Não Governamental para Pessoas com Deficiência” (ONGPD), sem fins lucrativos, constituído por uma rede de famílias, amigos e profissionais, cuja missão é mobilizar toda a sociedade para a causa comum da inclusão das pessoas com diversidade funcional. Pretende: Dar voz às famílias das Pessoas com diversidade funcional, promovendo e apoiando a sua participação na defesa e garantia dos seus direitos, interesses e qualidade de vida; Assegurar uma participação pública, marcando presença, representando os seus associados nos domínios que se prendam com a qualidade de vida, inclusão e participação e defesa dos Direitos das Pessoas; Ser uma referência no suporte e capacitação das famílias, no respeito pela Convenção Internacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência; Dinamizar iniciativas que assegurem às famílias a plena inclusão seus familiares na comunidade, articulando e rentabilizando os recursos nelas existentes; Persistir, à luz do novo quadro normativo, na eliminação das barreiras que impeçam a plena inclusão.

O que poderá conhecer durante esta visita?

O Sintra Inclui nasce em 2014, de uma parceria entre a Associação Pais-em-Rede e a Câmara Municipal de Sintra. Alinhado numa intervenção baseada no Planeamento Centrado na Pessoa e o Modelo Ecológico, o principal objetivo é promover a inclusão socioprofissional dos jovens potenciando a sua autonomia e autodeterminação, envolvendo sempre os seus círculos de apoio e a comunidade. O sucesso do trabalho é desenvolvido sob duas vertentes: a Transição, que apoia alunos a partir dos 15 anos; e a Comunidade, que apoia jovens/adultos, que terminaram a escolaridade, a partir dos 18 anos.  Na vertente da Transição, a intervenção procura prestar apoio ao desenvolvimento dos Planos Individuais de Transição nas escolas (medida legal e obrigatória), partindo das necessidades, competências, interesses e sonhos de cada jovem acompanhado/a. Desta forma, um dos principais objetivos desta vertente passa por proporcionar experiências em contexto real de trabalho, para o desenvolvimento da autonomia e das competências socioprofissionais dos/das jovens.  Na vertente da Comunidade é facilitar e promover a inclusão socioprofissional de pessoas com diversidade funcional e a realização pessoal de cada um através de: construção de um projeto de vida; desenvolvimento de competências pessoais e sociais; promover e facilitar a integração socioprofissional; fomentar a criação de redes comunitárias de apoio.  Assim, o projeto não só promove a inclusão e o bem-estar individual, mas também fortalece o trabalho em rede, laços e estratégias entre todos os intervenientes, fomentando a inclusão, que urge ser na comunidade, deixando para trás respostas tradicionais pouco inclusivas

A entidade: 

A Associação VilaComVida (VCV) é uma associação fundada em 2016 por um grupo de pais de jovens com dificuldades intelectuais e do desenvolvimento (DID), tendo sido reconhecido o seu estatuto de Organização não Governamental (2017), bem como o de Instituição Particular de Solidariedade Social (2018).

Tem como missão principal aproximar a sociedade da diferença, para que esta um dia deixe de ser vista como tal. Fá-lo através de negócios sociais inseridos na comunidade, entre eles os Cafés Joyeux em Portugal e a prestação de serviços de empregabilidade e formação inclusiva em empresas, para que seja atingida a empregabilidade do maior número possível de jovens com DID, e com potencial de autonomia.
A atividade da VCV assenta numa metodologia própria, a que dá o nome de MIVA, – Modelo de Intervenção para a Vida Autónoma -, e que apoia os jovens com DID ao longo da vida, desde o final da escolaridade obrigatória até ao momento da empregabilidade.
As DID são diferenças que afetam a trajetória e o desenvolvimento físico, intelectual e/ou emocional de cada pessoa. Estão em causa pessoas com Síndrome de Down, Síndrome de Asperger, entre outros.

O que poderá conhecer durante esta visita? 

Café Joyeux – A primeira família de cafés restaurantes que emprega pessoas com DID e outras perturbações como autismo ou trissomia 21. A marca JOYEUX chega a Portugal em 2021 através da Associação VilacomVida que a representa exclusivamente e a fará crescer no nosso país. Assim, a Joyeux Portugal serve como veículo para a implementação da missão da VilacomVida de empregar e formar jovens-adultos com tanto talento por revelar. Poderá também conhecer outros projetos da associação, nomeadamente a loja Zara Home For & From – inaugurada em Janeiro deste ano e que emprega pessoas com deficiência.

O projecto

Cidade das Profissões de Cascais – aceleradora de percursos profissionais

Coordenada pelo Município de Cascais, é um espaço dedicado ao desenvolvimento profissional e à aprendizagem ao longo da vida, oferecendo informação, aconselhamento, orientação e formação para o desenvolvimento profissional. Conta com mais de 70 parceiros, públicos e privados, na área do emprego, formação, educação, empreendedorismo e economia local que contribuem para a qualificação da oferta. Integra a rede Internacional das Cidades das Profissões, uma rede com cerca de 26 centros, em 7 países, de 3 continentes, sendo a única em Portugal.

Tem como princípios fundamentais: um espaço público seguro e acolhedor para o atendimento; com acesso livre e independente; focado nas necessidades dos munícipes; com respeito pela confidencialidade e anonimato; assente na qualidade da escuta e no aconselhamento de carreira; e construído com a pluralidade de pontos de vista e abordagens dos parceiros que o integram.
Tem na sua base uma estratégia de diversidade e inclusão assente na equidade de oportunidades a todos os Munícipes para desenvolver o seu talento e competências de empregabilidade, na acessibilidade inclusiva das pessoas com condições específicas, aos vários recursos de empregabilidade e na promoção de uma cultura de diversidade e inclusão.

O que poderá conhecer durante esta visita? 

Nesta visita fique a conhecer a Cidade das profissões de Cascais, a sua equipa de atendimento e as atividades e projetos de desenvolvimento da empregabilidade, com destaque para as ferramentas Emplay: employability tools, um projeto transnacional, apoiado pelo Erasmus +, focado na criação de ferramentas: Agenda; jogo de tabuleiro; e Manual para técnicos. Estas ferramentas estão disponíveis enquanto open educational resources sendo produzidas em 4 línguas: inglês, português, italiano e neerlandês e pensadas para públicos diferentes, com o objetivo de desenvolver as competências de empregabilidade, como por exemplo interesses pessoais e motivações, o conhecimento do mercado de trabalho, a aprendizagem ao longo da vida, networking, competências de procura de emprego, entre outras e promover a reflexão, o autoconhecimento e o desenvolvimento pessoal em várias dimensões da empregabilidade.

O que poderá conhecer durante esta visita? 

O Gabinete de Psicologia, existe há 32 anos, faz parte do Departamento de Saúde, Higiene e Segurança da Câmara Municipal de Lisboa e tem como população alvo cerca de 11 mil trabalhadores do Município.

Os problemas associados à saúde mental são uma das causas mais frequentes de incapacidade para o trabalho, e, atuando na área da psicologia de saúde ocupacional, procuramos a melhoria da saúde mental e o bem-estar do trabalhador, em vários níveis:

Na intervenção individual: através da consulta de apoio psicológico que está ao dispor dos trabalhadores;

Na intervenção organizacional:  com vários projetos no terreno, nomeadamente a consulta preventiva de saúde mental; o Programa de Riscos Psicossociais no Regimento Sapadores Bombeiros; o projeto dos incidentes críticos e dos acidentes de trabalho graves, o trabalho desenvolvido com as escolas do concelho de Lisboa,  o programa de combate do assédio moral e sexual no local de trabalho; e no âmbito da integração acompanhada do trabalhador quando regressa ao trabalho após baixas de longa duração – o Enquadramento Organizacional.

Estando integrado no Departamento de Saúde, Higiene e Segurança somos uma equipa multidisciplinar, que funciona em estreita articulação com os vários núcleos do Departamento, nomeadamente, a Medicina do Trabalho, Higiene e Segurança, Serviço Social e Saúde e Bem-Estar (Programa 100 % bem).

Na visita ao nosso Gabinete, teremos oportunidade de dar a conhecer o funcionamento do nosso serviço de psicologia em articulação com outras equipas, bem como abordar a importância da psicologia da saúde ocupacional não só para o trabalhador, mas como motor para o desenvolvimento de locais de trabalho saudáveis, refletindo-se na melhoria dos serviços prestados aos munícipes e onde se promove a saúde mental e se previne a doença.

A entidade
Irmãs Hospitaleiras Idanha/Sintra é uma Unidade de Saúde de referência na prestação de cuidados especializados em Psiquiatria e Saúde Mental, Demências, Reabilitação Global e Lesão Cerebral, Reabilitação Psicossocial, Reabilitação Física e Cuidados Paliativos, com respostas especializadas em ambulatório, internamento e reabilitação, intervimos também ao nível da comunidade com projetos diferenciados: Ginásio Cerebral Sénior Comunitário; Reabilitação / Estimulação Cognitiva com Robot PEPE; Projeto de Intervenção Precoce de Apoio no Luto (PIPAL) e Cooperativa de Solidariedade Social para integração laboral de pessoas com doença mental.

O que poderá conhecer durante esta visita? 

Área de Envelhecimento e Demências
Tendo por base os desafios da longevidade, a visita focará a Unidade de Neuroestimulação (Curta e Média Duração) das Irmãs Hospitaleiras | Unidade de Saúde da Idanha, onde são realizadas diferentes terapias não farmacológicas suportadas nas novas tecnologias (e.g., treino cognitivo computorizado, estimulação cognitiva com realidade virtual e realidade aumentada). Estas terapias são aplicadas por equipa interdisciplinar na Área do Envelhecimento e Demências. Será colocado especial enfoque na solução Exercogs®, resultado do projeto “Reabilitação Cognitiva com Robot PePe,” uma iniciativa de Inovação Social. O parceiro tecnológico deste projeto foi o Instituto de Sistemas e Robótica do Técnico Lisboa. Os Exercogs® consistem numa ferramenta terapêutica combinada que permite exercício físico, estimulação cognitiva e interação social na mesma atividade para prevenção/reabilitação da demência.

Área Saúde mental /Psiquiatria e Reabilitação Psicossocial
A Reabilitação Psicossocial baseia-se na capacitação da pessoa assistida em enfrentar e ultrapassar as limitações causadas pela sua patologia, através de uma aprendizagem de competências pessoas e sociais, com foco na promoção da autonomia e do empowerment da pessoa assistida, aumentando a integração comunitária, no exercício dos seus direitos, criando uma rede de suporte social que tenha a capacidade de promover as capacidades adquiridas, dando apoio especializado e técnico na aquisição de competências a desenvolver, promovendo a desinstitucionalização, aumentando a sua qualidade de vida e, sensibilizando a comunidade com vista à redução do estigma da doença mental.
O Programa de Reabilitação Psicossocial é atualmente composto por 8 estruturas residenciais dirigidas a pessoas com perturbações na área da saúde mental com diversos graus de autonomia. O Programa Laço Verde, são 2 residências situadas na comunidade, tendo como população pessoas com diagnóstico de doença mental grave, estabilizada clinicamente, ou perturbação do desenvolvimento intelectual ligeira/moderada com necessidade de apoio moderado e significativa autonomia, tendo lotação para 11 pessoas.

A entidade:

A Divisão de Gestão Cemiterial da Câmara Municipal de Lisboa responsável pelos 7 cemitérios da capital. A sua aposta na área Cultural e Patrimonial dos cemitérios passa pela investigação e divulgação do património arquitectónico, artístico, histórico e social presente nestes espaços, através das visitas guiadas, e da publicação do Boletim Cultural dos Cemitérios.

O que poderá conhecer durante esta visita?

As visitas aos cemitérios públicos de Lisboa existem desde os anos 90 do século XX, tendo-se intensificado na última década, com mais visitas e mais temáticas. Neste momento, a Divisão de Gestão Cemiterial da Câmara Municipal de Lisboa realiza cerca de 25 visitas diferentes em 6 dos 7 cemitérios públicos de Lisboa. Mensalmente, realiza 3 a 4 visitas agendadas e está disponível para agendamento de visitas específicas. Anualmente, em Outubro, decorre a Semana Cultural nos Cemitérios, que inclui visitas guiadas, exposições, concertos, apresentações de livros, workshops e visitas livres com entrada em jazigos e espaços habitualmente inacessíveis. Nesta visita procurar-se-á um prisma do interesse das e dos Psicólogos.

A entidade: 

Fundada em 2001, a CRESCER é uma IPSS que procura ir ao encontro do outro promovendo a saúde, a redução de riscos e a inclusão da pessoa em situação de vulnerabilidade através de projetos de intervenção comunitária, impactando cerca de 2.000 pessoas por ano, entre as quais pessoas em situação de sem abrigo, pessoas que consomem substâncias psicoativas e migrantes, refugiados e requerentes de asilo.  Desde 2019 que vê na empregabilidade um caminho para a inclusão, tendo criado cinco negócios sociais na área da restauração: É UM RESTAURANTE, É UMA MESA, É UMA ESPLANADA, É UM ALMOÇO (Ageas), É UMA COPA (Cofidis). Através da oferta de uma formação certificada e da componente “on-the-job” assegurada nos seus restaurantes, a CRESCER proporciona a pessoas que estiveram em situação de sem abrigo competências e ferramentas para uma integração bem-sucedida no mercado de trabalho e na comunidade.

O que poderá conhecer durante esta visita? 

Na visita, que terá lugar no É UMA MESA, serão apresentados os diversos projetos da CRESCER, nomeadamente:

> É UMA CASA, Lisboa Housing First… O que começou como um projeto piloto com apenas 7 casas numa área circunscrita de Lisboa, conta hoje com 140 casas espalhadas por toda a cidade! O sucesso do projeto não só nos permitiu ter um impacto significativo na vida das pessoas em situação crónica de sem abrigo, como também foi fundamental para a definição de políticas públicas, dado ter-se tornado parte integrante do plano municipal da cidade e da estratégia nacional para acabar com as situações de sem abrigo;

> Equipas Técnicas de Rua… Seguindo a filosofia da Redução de Riscos e Minimização de Danos (RRMD), as nossas Equipas de Rua atuam na cidade de Lisboa e arredores, junto das populações mais vulneráveis. As suas atividades incluem a oferta de apoio psicossocial e psicológico, a distribuição e troca de material assético para consumo, cuidados médicos e de enfermagem, educação e sensibilização para práticas de consumo com menores riscos, a facilitação do encaminhamento para serviços de saúde e sociais, entre outras;

> Espaço Ímpar, Drop-In… Uma resposta, desenvolvida num equipamento aberto à comunidade, que consiste na prestação de um conjunto de serviços à população em situação de sem abrigo, que necessite de uma ocupação durante o dia, permitindo que a esta possa usufruir de um espaço que, em simultâneo, satisfaça as suas necessidades mais básicas (alimentares, higiene, roupa, acesso à internet), promova o acesso a serviços de saúde e sociais e promova o seu papel de cidadania ativa (busca de emprego, voz social e promoção dos seus direitos e deveres);

> É UMA VIDA… No seguimento da nossa área de atuação com populações vulneráveis, abraçamos uma nova causa através do Programa Municipal de Acolhimento aos Refugiados na Cidade de Lisboa. Criado em 2016, o projeto visa apoiar, com base numa relação próxima e de continuidade, a integração de requerentes de asilo e refugiados na nossa comunidade, através da promoção da sua aprendizagem, formação e capacitação. Os nossos serviços abrangem um vasto leque de atividades, incluindo a procura e o arrendamento de casa, visitas residenciais regulares, apoio personalizado, assistência documental, orientação na gestão do agregado familiar, planeamento de projetos de vida, facilitação de oportunidades de educação e formação, acesso a cuidados de saúde, mediação cultural, entre outros;

> No Border… Em complementaridade ao É UMA VIDA, este projeto visa criar uma estrutura integrada de apoio a migrantes, requerentes de asilo e refugiados através da oferta de serviços e apoio adaptados às suas necessidades. O leque de serviços inclui assistência médica, psicológica e social, serviços de tradução, formação linguística, apoio jurídico e ações de informação e sensibilização das comunidades locais;

> Porta Aberta… Baseado nos princípios da Metodologia de Emprego Apoiado e da Redução de Riscos e Minimização de Danos (RRMD), este projeto foi concebido para fornecer apoio ao nível da empregabilidade a pessoas em situação de vulnerabilidade;

> Restaurante.. Porque vemos na empregabilidade um caminho para a inclusão, formamos e empregamos nos nossos cinco restaurantes (É UM RESTAURANTE, É UMA MESA, É UMA ESPLANADA, É UM ALMOÇO (Ageas) e É UMA COPA (Cofidis) pessoas que estiveram em situação de sem abrigo, proporcionando-lhes competências e ferramentas para uma integração bem-sucedida no mercado de trabalho e na comunidade.

> Unidade Municipal Emprego e Autonomia… Um projeto que visa a integração em contexto habitacional de pessoas em situação de sem-abrigo que se encontrem a trabalhar ou em formação remunerada. O projeto propõe-se a promover a autonomia das pessoas integradas e a garantir a transição das mesmas para alternativas habitacionais autónomas, através do acompanhamento de equipa técnica, num período de 6 meses.
• Unidade Municipal Prevenção e Autonomia… Um projeto que procura proporcionar estabilidade habitacional a pessoas em situação de sem abrigo recente. O projeto propõe-se a promover a autonomia das pessoas integradas e a garantir a transição das mesmas para alternativas habitacionais autónomas, através do acompanhamento de equipa técnica, num período de 6 meses.

> É UM CONGRESSO… Um evento bienal que procura fomentar a reflexão e a partilha de boas práticas na área da redução de riscos, contribuindo para o avanço das estratégias de intervenção com públicos vulneráveis. Reúne representantes de todo o mundo, entre os quais decisores políticos, ativistas, empresas, organizações não governamentais, pessoas com experiência vivida, estudantes, investigadores, entre outros.

> É UM ENCONTRO… Festival gastronómico de base comunitária que reúne chefs nacionais e internacionais no município da Amadora para dar a conhecer a oferta gastronómica local, fomentar a partilha e a troca de ideias através da cozinha e promover o diálogo sobre a interculturalidade

A entidade: 

A Egas Moniz e os seus dois estabelecimentos de ensino superior, o Instituto Universitário Egas Moniz (IUEM) e a Escola Superior de Saúde Egas Moniz (ESSEM) constituem uma referência no panorama do ensino da Saúde no nosso país. Através da expressão da sua missão e visão, a Egas Moniz assenta ainda em dois grandes pilares, para além do ensino aprendizagem dos seus alunos: No avanço do conhecimento, através da realização de atividades de investigação, desenvolvimento e inovação, consubstanciadas no seu Centro de investigação interdisciplinar Egas Moniz (CiiEM). Na ligação à comunidade, através da aplicação do conhecimento e investigação universitários, através da prestação de cuidados de saúde e outros serviços, em estreita ligação com os seus cursos de ensino.

O que poderá conhecer durante esta visita? 

A Egas Moniz School of Health & Science, através do Instituto Universitário Egas Moniz (IUEM) e do Laboratório de Ciências Forenses e Psicológicas Egas Moniz (LCFPEM), oferece formação especializada em Psicologia Forense e Criminal e em Ciências Forenses e Criminais, dispondo de Gabinetes de Assessoria Técnica ao Sistema de Justiça:
• Gabinete de Informação e Atendimento à Vítima: Espaço de Cidadania e Justiça (GIAV) (desde 2011)
• Gabinete de Psicologia Forense (GPF) – Laboratório de Ciências Forenses e Psicológicas Egas Moniz (LCFPEM) (desde 2011)
• Gabinete de Assessoria Técnica (GAT) – Laboratório de Ciências Forenses e Psicológicas Egas Moniz (LCFPEM) (desde 2019). 

Os Gabinetes inserem o psicólogo forense diretamente no sistema de justiça, permitindo uma maior compreensão dos fenómenos criminais, auxiliando na tomada de decisão judicial, destacando-se os seguintes objetivos:
– Atendimento a vítimas sinalizadas pelo sistema de justiça;
– Intervenção em situações de crise;
– Acompanhamento de vítimas em diligências processuais;
– Assessoria técnico-científica a Magistrados Judiciais e do Ministério Público e demais atores judiciais (ex. avaliação de risco de violência; avaliação psicológica forense);
– Realização de ações de formação e investigação científica no âmbito das temáticas trabalhadas pelos Gabinetes.

Nesta visita, os participantes terão oportunidade de ter acesso a: a) ao trabalho desenvolvimento pelos Gabinetes; b) investigação sobre a prática da psicologia da justiça; c) apresentação do Projeto Há Margem; d) visita das instalações.

A entidade: 

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade NOVA de Lisboa (NOVA FCT), como hoje a conhecemos e no local onde se encontra (Campus de Caparica), data de 1977.

O Gabinete de Apoio Psicológico e Aconselhamento Vocacional (GAPAV) da NOVA FCT, foi pioneiro na realidade portuguesa, tendo sido fundado em 1983, disponibilizando aos alunos sessões de psicoterapia breve, intervenção individual e grupal, aconselhamento vocacional e orientação para o planeamento da carreira. Este serviço foi fundado a partir de boas práticas de Gabinetes de Psicologia equivalentes já existentes em universidades norte-americanas e britânicas.
A intervenção tem por base o paradigma psicodinâmico, que assenta no conhecimento das tarefas de desenvolvimento a realizar pelos jovens adultos, nomeadamente a necessidade da construção de um self coeso, trabalho em contínuo ao longo da adolescência, para que possa então preparar-se o estabelecimento de relações íntimas bem-sucedidas.

Recentemente, no decurso da pandemia e do seu impacto nesta população, assistiu-se a uma crescente procura por parte dos alunos, com queixas de sofrimento emocional, bem como stress face a provas e ao sucesso académico, além de perturbações mentais comuns, como depressão e ansiedade.

O que poderá conhecer durante esta visita? 

Na visita às instalações do GAPAV da NOVA FCT, ficará a conhecer o trabalho desenvolvido não só ao nível do apoio psicológico/psicoterapêutico como, também as atividades que dinamizamos com vista à promoção do bem estar psicológico dos alunos, bem como na mitigação do estigma da saúde mental junto de toda a comunidade académica

A entidade:

O HEI-Lab: Digital Human-Environment Interaction Lab da Universidade Lusófona tem como missão focar a investigação em Psicologia Aplicada, Design e modelos de Videojogos através da transição entre sistemas reais e digitais.

O que poderá conhecer durante esta visita?

Apresentação de sistema de reconhecimento emocional e de rastreio ocular (eye tracking) em tarefa computadorizada. # Apresentação de sistema de biosinais e eletroencefalografia (EEG) em tarefa de realidade virtual. # Apresentação de sistema, em realidade virtual, com base na Terapia de Aceitação e Compromisso de Steven C. Hayes com a recriação de metáforas clínicas. # Apresentação da Systemic Lisbon Battery para treino cognitivo em multiplataforma (realidade virtual, computadorizado e em tablet). # Apresentação de simulador, em realidade virtual com rastreio de mão (hand tracking), de treino em cibersegurança produzido em parceria com a Ordem dos Psicólogos.

A entidade:
O Hospital Garcia de Orta (HGO) integra a Unidade Local de Saúde Almada-Seixal (ULSAS) e iniciou a sua atividade em Setembro de 1991. Em 2003, como consequência do seu desenvolvimento e grau de diferenciação criado, foi classificado como Hospital Central, o único na margem sul do tejo, deixando de pertencer ao Setor Público Administrativo e passando para o Setor Empresarial do Estado. O HGO serve atualmente uma população estimada em cerca de 350 mil habitantes dos concelhos de Almada e Seixal. Alguns serviços do Hospital Garcia de Orta dão resposta às populações de toda a Península de Setúbal, nomeadamente nas áreas de especialidade de Neonatologia e Neurocirurgia, assim como, vem disponibilizando ao longo dos anos novos serviços como o transplante renal, a urgência polivalente para toda a Península de Setúbal, o apoio regular da especialidade de Neurocirurgia a vários hospitais do Sul do País e a Unidade de Cardiologia de Intervenção. O Centro de Desenvolvimento da Criança, que entrou em funcionamento em 2007, é o único existente na zona Sul do País inserido no Serviço Nacional de Saúde e destina-se a crianças e jovens residentes na área de influência do Hospital com patologias neurológicas e do desenvolvimento.

O que poderá conhecer durante esta visita? 

Centro de Desenvolvimento da Criança/HGO – Equipa Multidisciplinar (Psicólogos/ Médicos/ Terapeutas da Fala/ Terapeutas ocupacionais/ Enfermeiros/ Educadores/ Professores/ Assistentes Sociais) que dá apoio a crianças com Perturbação global ou específica do Desenvolvimento e/ou Perturbação Neurológica.

A entidade: 

O ISPA foi fundado em 1962. Pioneiro no ensino e investigação da Psicologia em Portugal, o ISPA veio a adotar a designação de Instituto Superior de Psicologia Aplicada em 1964, passando a ser gerido por uma cooperativa aberta a docentes e não-docentes em 1977, modelo de gestão que mantém até hoje. Com uma oferta formativa inicial muito sólida em diversos ramos da Psicologia, o Ispa foi pioneiro em Portugal no ensino e investigação do comportamento animal na década de 1980, período em que também fundou a Escola de Estudos Pós-Graduados e iniciou, a nível nacional, o funcionamento de mestrados nas áreas de Etologia, Psicologia Psicanalítica, Psicossomática e Psicologia Ambiental. A excelência do Projeto Educativo, Científico e Cultural do ISPA tem marcado os seus mais de 60 anos de caracterizados pelo continuado crescimento institucional, notoriedade e presença pública e relevante impacto societal. A sua história, a elevada qualificação do corpo docente, a aposta continuada na investigação científica, a interação e a transferência de conhecimento para a sociedade, a dinamização da dimensão cultural e a excecional vida académica, fazem do Ispa o local certo para se ousar ir mais além.

O que poderá conhecer durante esta visita? 

Clínica ISPA e Formação ISPA – Treino de Prática Deliberada na formação de psicólogos clínicos e psicoterapeutas. A Clínica e a Formação ISPA têm vindo a desenvolver um programa de introdução de prática deliberada com o objectivo de incluir este método, baseado em evidência, que promover um treino mais eficaz, comparativamento aos métodos de ensino tradicionais. Assim, tem-se desenvolvido um programa que articula: investigação, treino/formação e prática clínica. Nesta visita, os participantes terão oportunidade de ter acesso a: a) uma introdução à prática deliberada; b) investigação e evidência sobre o uso de prática deliberada para formação de profissionais; c) treino experiencial de prática deliberada em contexto de aula e usando uma plataforma online; d) visita instalações.

A entidade: 

O Serviço Jesuíta aos Refugiados (JRS – Jesuit Refugee Service), é uma organização internacional da Igreja Católica, fundada em 1980, sob responsabilidade da Companhia de Jesus. O JRS tem como missão «Acompanhar, servir e Defender» os refugiados, deslocados à força e todos os migrantes em situação de particular vulnerabilidade.

O que poderá conhecer durante esta visita? 

O Gabinete de Saúde Mental que surge da necessidade de ter um serviço capaz de responder às necessidades sentidas no acompanhamento para a integração de pessoas refugiadas e imigrantes em território Português. Foi desenvolvido um programa em saúde mental com normas e procedimentos definidos de modo a otimizar o acompanhamento. Intervimos desde o momento em que os requerentes de asilo chegam a Portugal, nos centros de acolhimento temporários onde ficam, nas casas autónomas onde são alojados, atuamos onde e quando somos necessários. Assim também em Lisboa e Porto temos um centro de atendimento, onde a pessoa poder ir a procura deste serviço, nós últimos anos devido a crescente demanda, temos aberto nosso serviço para que qualquer instituição possa fazer a referenciação do utente, tendo em conta que muitas vezes estes técnicos fazem de ponte para chegar a nós. Em 2022 iniciámos um projeto pioneiro – Bolsa de Psicólogos – com profissionais disponíveis para consultas presenciais em várias cidades portuguesas, a fim de dar acompanhamento a utentes que residiam fora das zonas urbanas de Lisboa e Porto. Através desta bolsa, conseguimos estar presentes no ano 2022 e 2023 em 15 distritos, pudendo acompanhar a mais de 400 beneficiários, de 43 pais diferentes. Oferecendo reuniões de acompanhamento e intervisão aos profissionais para partilha de conhecimento.

A entidade: 

Com mais de cinco séculos de existência, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa é uma instituição de direito privado e de utilidade pública administrativa que tem pautado a sua atuação, junto da comunidade, pela defesa de valores sociais inestimáveis, numa ótica de proximidade, respeito e defesa de boas causas. A nossa missão, desde a fundação da nossa casa, assenta na realização da melhoria do bem-estar dos cidadãos, no geral, mas principalmente dos mais desprotegidos.

O que poderá conhecer durante esta visita? 

A Unidade W+, em funcionamento desde 2003, é uma resposta de saúde que presta apoio psicológico e psicoterapêutico a pessoas em situação de risco e vulnerabilidade psicológica, em ambulatório ou na comunidade, apostando na prevenção de comportamentos de risco e na promoção de estilos de vida saudáveis dos seus principais públicos-alvo (crianças, jovens e adultos).

A entidade:

A SPMS – Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, E.P.E. é uma empresa pública integrada no Setor Empresarial do Estado na dependência Tutelar dos Membros do Governo Responsáveis pelas Áreas das Finanças e da Saúde, tendo sido constituída em 2010. Tem como atribuições a prestação de serviços partilhados nas áreas de compras e logística, serviços financeiros, recursos humanos e sistemas e tecnologias de informação e comunicação; o funcionamento do Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde (CCSNS) e do Centro Nacional de TeleSaúde (CNTS); assegurar a atividade e a gestão do Centro de Controlo e Monitorização do SNS (CCMSNS), no âmbito dos serviços partilhados de conferência de faturas de medicamentos, de meios complementares de diagnóstico e terapêutica e de outras áreas de prestações de saúde.

O que poderá conhecer durante esta visita?

Projeto “Um Local de Trabalho Saudável 2.0”: apoiado numa estratégia integrada de bem-estar organizacional, parte do diagnóstico psicossocial e implementa um plano de ação multinível e de prevenção primária, secundária e terciária para gestão dos riscos psicossociais com vista a aumentar a produtividade e contribuir para a sustentabilidade da organização no ecossistema da saúde:

> Metodologia de Avaliação dos Riscos Psicossociais e Plano de Ação
> BeST Lab – Programa de Saúde e Bem-estar no Trabalho
> Programa de Mentoring @ SPMS
> Sistema de Gestão da Conciliação entra a Vida Profissional, Familiar e Pesssoal

Em 2022...

Patrocinadores:
Translate »